terça-feira, 17 de junho de 2014

Resenha: 1356 – Bernard Cornwell



Título: 1356
Título original: 1356
Autor: Bernard Cornwell
Ano de lançamento: 2012
Ano de lançamento no Brasil: 2013
Editora: Record
Número de páginas: 420


Sinopse oficial adaptada:

Setembro de 1356. Por toda França, propriedades estão sendo incendiadas e pessoas estão em alerta. O exército inglês — liderado pelo herdeiro do trono, o Príncipe Negro — está pronto para atacar, enquanto franceses e seus aliados escoceses estão prontos para emboscá-los. Mas e se existisse uma arma que pudesse definir o desfecho dessa guerra iminente? Thomas de Hookton, conhecido como o Bastardo, recebe a tarefa de encontrar a desaparecida espada de são Pedro, um artefato que teria poderes místicos para determinar a vitória de quem a possuísse. O problema é que a França também está em busca da arma, e a saga de Thomas será marcada por batalhas e traições, por promessas feitas e juramentos quebrados. Afinal, a caçada pela espada será um redemoinho de violência, disputas e heroísmo.

___________________­_____|||______________________

Fui apresentada ao Bernard Cornwell e suas incríveis estórias pelo Felipe, meu marido, com a trilogia A Busca do Graal. Nele, me apaixonei por Thomas de Hookton e seu arco. Thomas se tornou um dos meus personagens favoritos e senti sua falta após o fim da trilogia em O Herege. Para minha alegria – e de muitos outros fãs do autor – ele retornou com o personagem nesse 1356. Não é uma continuação da trilogia que citei acima, mas eu aconselho ler na ordem de lançamento, para conhecer todos os personagens que aparecem aqui e suas motivações.

O livro é dividido em partes, de acordo com a cidade em que acontecem os eventos narrados. A narração é feita em terceira pessoa e nem sempre é focada em Thomas ou nos Hellequins, o seu grupo de arqueiros. Por esse motivo, conseguimos uma visão bem ampla da disputa que está acontecendo, no momento narrado, entre a Inglaterra e a França, em plena Guerra dos 100 Anos. A França foi invadida por Eduardo, príncipes de Gales, e está perdendo territórios sem que o rei João faça nada para impedir.



Paralelamente, acompanhamos Thomas em uma de suas missões. Ao fim dessa missão, ele recebe uma mensagem de seu suserano Northampton com o pedido de que encontre La Malice, uma espada antiga há muito perdida e que, dizem as histórias, pertenceu a São Pedro, que a utilizou em Getsêmani, local da crucificação, para tentar proteger Cristo. Boatos sobre essa espada começaram a surgir na França e de pronto apareceram muitos querendo colocar as mãos nela. Mas, ao contrário da primeira trilogia, a relíquia aqui tem um papel bem pequeno – ou fui eu que esperava uma maior presença dela, coisa que não houve. A busca em si fica em um plano totalmente secundário.

Um ponto interessantíssimo a respeito de Bernard Cornwell é sua paixão pela história, sobretudo da Inglaterra. Por esse motivo seus livros históricos são tão verossímeis, já que são baseados em extensa pesquisa histórica, sobretudo, as batalhas. Na Nota Histórica que ele costuma anexar ao final dos livros, conta como avaliou o terreno onde ocorreram as batalhas que descreve e nos esclarece o que foi inventado e o que é real – por causa dessas notas, eu acreditava que o escritor era historiador, mas parece que não profissionalmente. Alguns dos personagens realmente existiram, outros são baseados em pessoas que existiram e outros personagens são totalmente inventados. Dessa forma, com tanta pesquisa por trás, e com seu talento inato para descrever as cenas, suas descrições das batalhas são aclamadas nos quatro cantos do mundo, inclusive nosso querido George Martin concorda e diz que Cornwell “cria cenas de batalha melhor que qualquer escritor, vivo ou morto”. Quem sou eu para discordar?


As capas dos livros são sempre caprichadíssimas e lindas!

Se você gosta de saber mais sobre a vida na Idade Média, sobre como aconteciam as batalhas “na vida real” e, de quebra, gosta de personagens carismáticos e bem construídos, com personalidade marcante, a obra é um prato cheio! Se você é fanático por história geral e sabe o que aconteceu nas batalhas da Guerra dos 100 anos, já sabe o final do livro, mas qual o papel de Thomas nisso tudo? E da famosa espada?? Por essas e outras é que vale a pena se deliciar com a maestria da escrita de Cornwell, mesmo sabendo o fim da guerra. Obra recomendadíssima!



Samy =)

32 comentários:

  1. Oi Samy!
    Nunca li nenhum livro do Cornwell, mas morro de vontade! Eu adoro História e acho que lendo os livros dele é uma boa maneira de aprender.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena Sora! São muito bons! Meus favoritos são os 3 da Busca do Graal!

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi tudo bem?
    Amei o livro, estou mega curioso para ler, mas vai levar um tempinho ainda, rs
    E realmente a capa é muito linda.
    Abraços.

    http://literaturaparaosaber.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena tirar um tempinho pra ele Vinícius! Espero que goste da leitura! ;)

      Excluir
  3. Bernard <3

    Só li outra série dele, mas adoro o jeito dele escrever!! Adorei a resenha, mal posso esperar para ler essa série também!!

    Beijos,
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São os meus livros favoritos do autor Roberta! Espero que goste dessa assim como gostou da outra! ;)

      Excluir
  4. Não conhecia o livro, e como gosto do gênero abordado, vou anotar a dica para procurar por mais informações.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que aproveite a leitura, Rose. ;)

      Excluir
  5. Ola Samy ainda não li nada do autor e confesso que a premissa do livro não me chamou atenção, nesse momento, estou lendo muito romance e por isso as vezes outros gêneros saem de foco. abraços


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Joyce, de romance esse aqui não tem nada! hahahaha
      Mas quando você estiver na vibe de uma ação e bastante sangue, pode pegar esse que não vai decepcionar! :D

      Excluir
  6. Eu sou uma das que gosta de ler sobre a Idade Média, não conhecia o livro, preciso lê-lo com urgência. Se os livros são baseados em pesquisas históricas, acredito que dê para trabalhar em sala de aula.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, eu achei até que o Cornwell era historiador! São muito bem trabalhados os livros e as pesquisas dele são a fundo mesmo! Sensacional!

      Excluir
  7. Não conhecia esse livro mas me interessei bastante mesmo eu não sendo muito fã de livros sobre a idade Média. Achei bem legal essa capa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Idade Média é o pano de fundo Brenda, mas a trama é mais focada em elementos históricos. Muito legal!

      Excluir
  8. Samy, não conhecia o livro. Mas já tinha ouvido falar sobre Bernard Cornwel.
    Para saber mais sobre ele, antes de comentar aqui, fui no Google pesquisar sobre suas obras e vida. Já virei fã: A trilogia As Crônicas de Artur perece ser muito boa.
    Amo história que mesclam fatos reais com ficção.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nilda, vou te confessar que comecei a ler o primeiro livro e larguei, acredita?? Acho que tenho algum tipo de bloqueio com o rei Arthur, porque não consegui ler além do segundo livro de As Brumas de Avalon e larguei esse. Tá osso!
      Mas a trilogia do Graal é fabulosa! O Thomas é um querido! <3
      Beijos!

      Excluir
  9. Oie, Samy.
    Já fui altamente recomendada a ler o livro num grupo do qual participo. Pretendo ler as obras do Cornwell no geral não só pelos comentários positivos, mas também porque ele vai ser material de pesquisa para meu livro. Será bom para eu me aprofundar nesse caráter real das batalhas. Obrigada pela resenha, aliás! Amei.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando || Livre-se você também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aqui na torcida!! Se te serve de incentivo, George Martin diz que ninguém escreve cenas de batalha como Bernard Cornwell! ;)

      Excluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu achei a capa desse livro muito bacana, mas confesso que não fiquei muito animada porque ele não é do gênero que costumo ler, sabe? Eu até acho interessante livros sobre guerra e tudo o mais, mas não é algo que me anime muito, por isso eu deixo a dica passar :c

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se algum dia quiser sair da zona de conforto, aproveite a chance! ;)

      Excluir
  11. Oi gosto muito de livros que trazem a contextualização histórica baseada em fatos reais.. é uma forma lúdica de trabalhar estas informações e eu acho muito oportuno inclusive pra apresentar aos adolescentes. bjs adorei tudo
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bacana é que ele mistura personagens com figuras reais e importantes na história mundial! Legal demais Lunna!

      Excluir
  12. Eu sou apaixonada pelos livros desse autor, mas confesso que esse foi o único que eu ainda não li. O que eu mais gosto no Bernard é que ele dá vida as histórias que ele conta, pega fatos históricos que normalmente seriam chatos e faz com que eles se tornem emocionantes. É um cara que eu recomendo muito!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Débora! Tem forma melhor que estudar a Guerra dos 100 Anos?? Mesmo na escola como indicação de leitura complementar! Seria bacana demais!

      Excluir
  13. Oláá
    Nunca tinha ouvido falar no livro, tem um enredo interessante e sua resenha ficou ótima, que bom que gostou tanto da leitura mas realmente não faz meu gênero esse tipo de livro.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que peninha Catharina! Se algum dia quiser ousar, pode pegar esse sem medo de ser feliz! hehehe

      Excluir
  14. Nunca li nadinha dele, mas sempre babo nas capas e sempre vejo um dos box dele de promoção no submarino e bate a dúvida. Com sua resenha percebi que deveria muito investir haha história da Inglaterra? Amei!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos que li até agora, ambientados na Inglaterra Ana! E as capas são maravilhosas mesmo! Pode investir! ;)

      Excluir
  15. Olá!
    Não é o tipo de leitura que costumo fazer mas gostei bastante do enredo e acho que é uma boa opção para sair da rotina. Gostei bastante.

    luadeneon.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Vanessa, vamos ousar e sair da zona de conforto! :D
      Depois me conta se te agradou! ;)

      Excluir
  16. Olá, tudo bem?

    Vou te confessar que tenho certo receio com os livros desse autor, nunca li nada dele, mas tenho uma sensação de que não iria me agradar. Só que com essa sua resenha fiquei com vontade de conhecer a escrita dele. Quem sabe futuramente, é algo que ainda tenho que pensar antes de adquirir um livro dele.

    Beijo!
    Livros & Tal [http://livrosetalgroup.blogspot.com.br]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta conseguir algum emprestado Ana! Assim você não tem gasto com algo se está na dúvida se vai gostar! E se gostar, começa a investir sem medo! :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...