quinta-feira, 10 de abril de 2014

Resenha do leitor: O Físico – Noah Gordon

Olás a todos!

Hoje vamos inaugurar uma nova coluna no blog que são as resenhas de leitores!!
Vamos começar com um livro muito especial para mim fui apresentada a ele no ensino médio por uma ótima professora, apesar só ter lido há 3 anos, depois de ganhar de presente do meu pai!

A resenha de hoje foi escrita pelo Felipe pra quem não sabe, é meu marido – que, gentilmente, foi oferecido por mim se ofereceu para escrever sobre O Físico! Como eu li o livro já há algum tempo, e ele é tão complexo e tão sensacional, achei que a resenha ficaria melhor se fosse feita por alguém que estivesse com a estória fresca na cabeça.

Então deixo vocês com o Felipe!


Título: O Físico
Título original: The Physician
Autor: Noah Gordon
Ano de lançamento: 1986
Ano de lançamento no Brasil: 1986 (foi lida a edição de 2002)
Editora: Rocco
Número de páginas: 592

Skoob

Sinopse oficial adaptada:

O drama turbulento e, por vezes, divertido, de um homem dotado do poder quase místico de curar, que tem a obsessão de vencer a morte e a doença, é aqui contado desde o obscurantismo e a brutalidade do século XI na Inglaterra ao esplendor e sensualidade da Pérsia, detalhando a idade de ouro da civilização árabe e judaica.
A história começa quando Rob Cole, órfão, aprendiz de um barbeiro-cirurgião na Inglaterra, toma conhecimento da existência de uma escola extraordinária na Pérsia, onde um famoso físico leciona. 

_____________________|||__________________

"Esse é um livro que eu sempre via nas livrarias, e por um tempo não me interessei. Até que um dia li o subtítulo: "a epopéia de um médico medieval". Não sei explicar muito bem, já que assuntos relacionados a medicina nunca me interessaram, mas me interessei muito mais pelo livro quando vi esse subtítulo. Desde então decidi que iria lê-lo, mas mesmo assim enrolei muitos anos pra isso.

E quando comecei, me surpreendi muito. Esperava uma trama muito mais simples, mas o que Noah Gordon nos oferece é uma admirável aventura pelos tempos medievais, chegando até a lugares remotos que não costumamos saber muito da história, como a Pérsia. E que oferece detalhes sobre o desenvolvimento da medicina séculos atrás, quando a religião um grande impedimento para a ciência, e as instituições religiosas tinham muito mais influência e poder do que hoje.

O autor fez um belíssimo trabalho de incorporar diferentes culturas, de diferentes localidades, em uma trama empolgante e emocionante. Ao ler os agradecimentos, podemos ver o quanto Noah Gordon pesquisou e leu sobre tudo o que queria incluir em sua história, para manter o máximo de veracidade e precisão histórica em suas explicações e descrições. Além de proporcionar uma visão única sobre o mundo no século XI, o livro traz uma trama com todos tipos de acontecimentos emocionantes: amor, traição, morte, guerra, tortura, política.

O senhor Gordon nos mostra o quão difícil e demorado poderia ser viajar longas distâncias mil anos atrás, o quão diferentes as culturas podiam ser em um mundo não globalizado, e como as pessoas se relacionavam com governantes e instituições religiosas. Enfim, é um livro recheado das mais diversas experiências. E tudo isso com uma leitura leve e fluida.

E além de tudo, o livro despertou em mim a curiosidade sobre práticas médicas, mais do que ao assistir House. Claro que ainda não quero estudar sobre o assunto, mas me vi querendo saber mais sobre vários aspectos das práticas médicas e sobre as doenças apresentadas no livro.

Resumindo, é um livro nota 5! Recomendo a todos!

PS: Sim, o título é a pior tradução de todas - mas talvez não possa ser chamada de incorreta. Há uma pequeno trecho sobre o assunto no wikipédia:

"O título da versão brasileira, O Físico, é tido por alguns como um erro de tradução. The Physician, do inglês, significa O Médico. O tradutor teria confundido physician com physicist, que significa físico. Outros leitores creem que não há erro, já que na Idade Média, época descrita no livro, os médicos seriam chamados de físicos. (Obs: vale observar que que não foram apresentadas evidências históricas de que os médicos eram efetivamente chamados de físicos na Idade Média. A referência citada apenas explica a abrangência semântica do termo Física em sua raiz grega). Em Portugal, o livro recebeu o título de O Médico de Ispahan.""



Bom, espero que tenham gostado da resenha do Felipe! Eu gostei muito e achei que fez jus ao livro. Podem ter certeza que ele aparecerá por aqui mais vezes! ;)

Samy =)

10 comentários:

  1. Ganhei esse livro de amigo oculto e adorei! Nunca tinha escutado sobre esse livro e foi uma feliz surpresa. Até animei a ler o Xamã, que é uma "continuação", mas com certeza O físico ganha disparado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Adna! Só num morri de inveja do seu presente pq eu já tinha ele! hehehehehe
      Que bom que vc leu e gostou!! Eu nunca me animei c a continuação pq não é c os mesmos personagens, parece q é com uma filha do Rob e tals... E dizem que é muito inferior a esse. Mas quem sabe um dia! Se vc ler, me conta!!

      Excluir
  2. Polêmicas à parte, a respeito da tradução do título, o que ia ser terrível é que, se ao invés dele ser barbeiro cirurgião, fosse cirurgião barbeiro.*********************Estrelinhas.
    ˜

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahahaha
      Fazendo piadinha à lá Thiago mãe? (Thiago é um amigo do kung fu que só faz piadinha desse nível! hehehehe).

      Excluir
  3. Esse é um dos livros mais famosos que tem por aí né? E é legal saber que ele é bom de verdade e não apenas uma lenda... vai ter que ir pra coleção de "clássicos"...hahaah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode furar a fila c ele viu? Se quiser, pode pegar o meu!

      Excluir
  4. Adorei a resenha do Felipe! Acho que ele pode ser um resenhista oficial no seu blog!
    AMO este ivro! Um dos melhores que ja li.
    Nao gostei da versao pro cinema, esperava bem mais, e fiquei bem decepcionada.
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Cláudia! Eu também acho que ele podia ser um resenhista oficial, o problema é fazer ele parar de enrolar e escrever as resenhas! hehehehehe
      Eu basicamente precisei ameaça-lo de morte pra conseguir essa aí! Mas em breve ele vai aparecer aqui de novo, pode deixar! ;)
      Eu não vi o filme, mas agora fiquei curiosa, vou tentar ver, nem que seja para me juntar a você na reclamação! hehehehe
      Beijos! ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...