quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Resenha: Confie em Mim, eu sou o Dr. Ozzy – Ozzy Osbourne


Título: Confie em Mim, eu sou o Dr. Ozzy
Título Original: Trust Me, I'm Dr. Ozzy
Autor: Ozzy Osbourne
Ano de lançamento: 2011
Ano de lançamento no Brasil: 2011
Editora: Benvirá
Número de páginas: 262


Sinopse skoob:

Pelas leis naturais, Ozzy Osbourne não deveria estar vivo. Ele passou 40 anos usando drogas, comendo morcegos e bebendo. Quebrou o pescoço ao andar em um quadriciclo a oito quilômetros por hora e morreu duas vezes em comas induzidos quimicamente. E agora - aos 62 anos - ele é mais saudável e mais feliz que nunca. Ozzy é um milagre da medicina!
Então, quem melhor do que ele para oferecer conselhos médicos e palavras de conforto ao seu público?

 ______________________­_____|||_________________________

Se você está sofrendo de alguma dor ou não sabe o que fazer com sua filha que esta tentando uma dieta maluca... você vai procurar um médico para diagnóstico, um amigo para conselhos, ou vai escrever para o Ozzy perguntando o que deve fazer??? Acredite ou não, várias pessoas escolheram essa última alternativa!

Por isso hoje volta a ter vídeo nas resenhas e vai ser uma música do próprio, claro!!




Apesar de parecer zoação, você leu certinho. Ozzy Osbourne, em pessoa, está dando conselhos médicos! Se você for pensar bem, não é tanta loucura assim... o cara já foi considerado morto duas vezes além de usar e abusar de praticamente todo e qualquer tipo de droga já utilizada pela humanidade durante 40 anos. Além do famoso boato de ter comido a cabeça de um morcego no palco – que eu acredito ser real, já que ele conta no livro como teve que fazer tratamento com antirrábica depois. Ele também já usou todos os tipos de medicamentos já fabricados nesse mundo – pelo menos todos que apareceram em perguntas, ele já havia usado e se viciado. Somando-se a isso, ele é um belo de um hipocondríaco e vive no médico.

Gente, eu me diverti enormemente lendo os conselhos do Ozzy! Mas o que é esse livro afinal?

De uma forma muito esperta, o pessoal do Sunday Times chamou ninguém mais ninguém menos que um dos roqueiros mais loucos do mundo para responder a perguntas e conselhos em uma coluna do jornal. Ozzy respondia a dúvidas relacionadas à medicina em geral e relacionamentos como um todo. O resultado disso foram perguntas insanas. As vezes eu parava e me perguntava se era sério aquilo que o fulano estava perguntando e cheguei à conclusão que algumas das perguntas deviam ser de zoação mesmo, mas várias eram perguntadas a sério. Mesmo que a pessoa não fosse considerar à risca a resposta dele, queria realmente saber o que o Príncipe das Trevas diria ou faria em determinada situação.




Caro Dr. Ozzy, qual é a melhor cura para o ronco? Preciso de algo que cale a boca do meu marido, que parece uma baleia com buzina entalada na garganta, antes que eu o atire escada abaixo na direção do sofá.

Eu costumava dividir quarto com um sujeito que tinha o pior ronco do mundo, juro. Uma noite, fiquei tão de saco cheio dele que enchi um cesto de lixo com água, coloquei ao lado da cama dele e falei: ‘Um ronco e isso vai cair na sua cabeça’. E quer saber? Isso o curou. Ou pelo menos ele não ousou dormir até que tivesse bastante certeza de que eu já tinha capotado. Agora, eu mesmo sou um terrível roncador. Sharon também. Nossos dezessete cachorros também roncam. Quando todos nós estamos em ação ao mesmo tempo, nosso quarto parece o Coral de Narinas de Londres. Só que isso nunca me incomodou. Normalmente eu estou dormindo.

Quanto às respostas, realmente, muitas foram hilárias e me acabei de rir, mas o que me impressionou foi o outro lado que ele mostrou aqui. Um lado sensato, por mais inacreditável que seja. Tudo bem que ele demorou 40 anos – e muitas tijoladas da Sharon – para chegar a esse nível de sensatez, mas antes tarde do que nunca, não é mesmo?

Eu nunca fui uma grande fã do Ozzy, apesar de gostar de algumas músicas suas ou do Black Sabbath. Depois de ler esse livro o cara subiu enormemente no meu conceito e eu exemplifico um dos motivos para vocês...




Caro Dr. Ozzy, meu filho de dezesseis anos diz que é gay, mas acho que isso é só por causa da galera com que ele anda. Há algo que eu possa fazer – como contratar uma acompanhante, talvez – que possa fazê-lo mudar de ideia?

Para ser sincero com você, Neil, eu tiro meu chapéu para o seu filho por ter saído do armário com o velho dele em tão tenra idade. Isso exige muito colhão, e duvido muito que ele fosse se dar a tamanho trabalho se não tivesse um milhão por cento de certeza. Contratar uma acompanhante para o seu filho seria simplesmente um insulto – sem contar que seria ilegal e bastante assustador. Não faça isso, cara. Diga para o seu garoto que você o ama e que o apoia, seja ele gay, hetero, bi, trans, o que for. Por mais incômodo que seja para você, para ele vai parecer o fim do mundo se ele achar que está sendo rejeitado.”

Eu confesso que fiquei com um pouco de medo da resposta do Ozzy quando li essa pergunta meio sem noção de um pai. Esperava uma resposta “zoeira” por parte dele e me senti muito feliz ao ler isso aí. Então, sim, muitas vezes ele responde com zoações e tal, mas em muitas outras ele é sério e dá bons conselhos de verdade. Fala de todos os problemas que o uso prolongado de drogas trouxe para ele. Conta que grande parte do crédito por ele não ter morrido ainda é da Sharon e tenta dissuadir as pessoas que pedem dicas de drogas, bebidas e coisas do gênero. Além de sempre contraindicar a auto-medicação e mandar as pessoas procurarem médicos de verdade.




A conclusão à qual eu cheguei ao fim do livro é que o Ozzy é um cara surpreendente.

Confie em Mim, eu sou o Dr. Ozzy é um bom livro para ler em intervalos, pois você pode ler e parar por um bom tempo sem perder o fio da meada, além de a leitura ser rápida e dinâmica. Bom para aquele momento que você quer distrair a cabeça, dar algumas risadas ou simplesmente aproveitar a escrita fluida e informal – e coalhada de palavrões – utilizada aqui.

Se antes ele não me tinha como fã, agora tem. E fiquei bem curiosa para ler sua biografia, porque pelas pinceladas que ele deu aqui nesse livro, a vida desse homem foi a maior loucura do mundo!


Samy =)

21 comentários:

  1. Oiiiiiii, fiquei completamente louca e feliz quando vi essa resenha desse cara super maneiro que eu adoro demais!! Eu li apenas o outro livro dele, que é completamente insano, viciante e amor puro, que me conquistou!
    Eu já sabia da existência deste, agora preciso urgentemente ler por causa da sua resenha hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você leu a biografia? Estou doida para ler. Deve ser pura loucura mesmo! hahahaha
      Acho que você também vai gostar desse. É engraçadíssimo!

      Excluir
  2. Achei importante a editora colocar uma tarja vermelha explicando que não é pra ninguém usar o livro como um guia, porque existe gente pra tudo, né! Hahaha Achei o livro muito curioso, mesmo! Na minha próxima visita a livrarias eu vou procurá-lo.
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neh, também acho importante, afinal gente sem noção é o que mais tem nesse mundo louco! hahahahaha
      Procure sim! Ele não é caro não, vale a pena! ;)
      :**

      Excluir
  3. eu sou apaixonada por BS e Ozzy e certamente farei a leitura dese livro *-*
    Amei a resposta que ele deu ao pai do garoto gay <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você já gosta do Ozzy, então vai amar o livro! Eu não tinha nenhum sentimento especial por ele e passei a ter. Hahahahahaha
      Ele tem várias respostas desse tipo. Foi o que me fez passar a gostar dele! <3

      Excluir
  4. Nunca ouvi falar desse livro e sinceramente não curti ele, mas pela sua resenha até que é legal.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. KKKK gente, que doidera kkkk eu nunca tinha visto esse livro e já pela sua resenha gostei dele!!!! caramba deve ser mesmo muito hilário e também bem sensato, estranho né? na verdade não! acredito que o livro aborde temas sérios com uma pitada de humor. Eu nunca fui fã do Ozzy mas acho que do livro eu iria gostar muito, pelo que vi na sua resenha eu já gostei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem isso mesmo Beatriz. Onde ele sabe que pode brincar, ele brinca. Mas quando ele vê que precisa, fala sério mesmo. Acabei fã do cara! hehehe

      Excluir
  6. eu li o livro eu sou ozzy e adorei o cara é muito loucão kkkkkkkkkk algumas coisas são bizarras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ELE é bizarro! hahahahaha
      Doida pra ler a biografia dele!

      Excluir
  7. Velho, curto muito o Ozzy.
    Ele é um louco e um excelente marqueteiro. Não duvido do teor cômico da obra, já que essa é uma característica marcante do músico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lilian. Mas grande parte do que ele ainda consegue ser hoje, se deve à Sharon. <3

      Excluir
  8. Olá; sua resenha ficou ótima! Eu não sou fã dele nem me lembro de nenhum música; mas fiquei interessada pelo livro após ler o seu post, acho que ia gostar bastante da leitura (gosto de livros divertidos) e creio que seja importante alguém com o alcance que ele tem, dar bons conselhos em algumas questões sérias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Mari! Acho muito importante pessoas reconhecidas mundialmente falarem de temas relevantes!

      Excluir
  9. Parece ser um livro até que interessante, mas não é um tipo de leitura que eu iria encarar. Não é muito a minha praia isso.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Samy!
    Eu acho o Ozzy hilário, desde sempre, e gosto de algumas músicas dele, mas gente não sou lá muito fã já que tenho outros em melhor status por assim dizer.
    Mas saber que tem um livro doido dele, me fez querer comprar só pra diversão mesmo.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  11. Oi Samy! Esse é o cara mais doido que já vi e esse livro parece realmente divertido, as respostas dele sempre surpreendem!
    Lo compro o meu!
    Bjs
    Mila-Scraplivros

    ResponderExcluir
  12. Oi eu não conhecia o livro, mas adorei
    já quero, leria com certeza!
    Olha a parada do Morcego é real, mas foi sem querer.
    Ele disse que no meio do show jogaram o morcego e ele pegou com a boca pois imaginava
    que era de plástico, na mordida ele descobriu que não era, né?
    Hauhauha
    Adorei a resenha! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é menina, um amigo meu me contou isso esses dias! hahahahahaha
      Esse cara é muito louco!
      Tomara que você goste do livro!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...