quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Além do Infinito: Minha super-heroína

A cada dia que passa mais pessoas gostam de histórias sobre super-heróis, seja porque viu algum filme, ou porque leu alguma revistinha em quadrinho. Muitos acabam tendo preferência por um ou por um grupo de super-heróis. Mas você já pensou como seria o seu super-herói? Quais poderes ele teria? E como poderia explicar os seus poderes de uma forma cientificamente lógica?


A minha super-heroína trabalhava em uma usina nuclear e devido a um acidente em seu setor ela sofreu uma grande exposição à radiação por um longo tempo, até ser resgatada. Esta exposição levou a mutação em vários genes, que por sorte foram benéficas e resultaram em vários superpoderes. Por ter mutações em vários genes responsáveis por áreas diferentes e devido a isso apresentar super-poderes que outros super-heróis possuem, ela adotou o nome de Quimera.

Ela tem superforça, devido a uma mutação que ocorreu em genes que estimulam a formação e o crescimento de músculos tornando-a muito forte. Ela também tem alto fator de cura, por ter sofrido mutação em genes que estão envolvidos na produção dos fatores de crescimento, aumentando sua produção. Essa alta produção possibilita que suas células sejam capazes de se multiplicarem mais rapidamente quando lesionadas. Não somente as células dos tecidos apresentam alta multiplicação, mas as células do sistema imune também, o que faz com que ela possua um repertório maior tornando-a menos susceptível a infecções e que seu sistema imune envelheça mais lentamente, levando-a a uma vida longa.

Ela também adquiriu a capacidade de andar pelas paredes e aderir a superfícies, pois suas células epiteliais foram induzidas a produzirem milhares de pelos microscópicos, chamados setae. Estes possuem centenas de terminações pontiagudas que provocam um deslocamento de elétrons entre seus átomos e os da superfície, criando uma poderosa força de atração intermolecular que possibilita sua aderência à superfícies e que ela possa descolar do apoio quando decidir se movimentar de novo.

A radiação também fez com que sua ovulação sofresse alteração, de forma que ela sempre apresente corpo lúteo e que assim seja liberada uma quantidade de progesterona, cortisol e estradiol acima do normal. Uma quantidade normal destes hormônios já faz com que as mulheres se tornem bastantes protetoras, aumentando sua ansiedade e sua capacidade de detecção de perigo, o que é lógico já que na fase lútea a mulher poderia estar grávida sem saber e é natural que seu corpo evoluísse para se proteger durante este período. Essa quantidade acima do normal que minha heroína possui faz com que seu senso de perigo esteja ainda mais aguçado.

Por fim, ela apresenta a capacidade de se tornar invisível. Suas células se tornaram capazes de alterar o índice de refração, tornando-o negativo, assim, ao invés da luz ser refletida ou atravessá-la, ficaria apenas "em torno" dela, deixando-a invisível.

E como seria o seu super-herói? Me mande suas ideias.


Nat  =D

4 comentários:

  1. Adorei a Quimera! Compraria os HQ's e aguardaria um filme ansiosamente hhahaha.. queria saber agora como seriam os trajes e a estética da personagem. Mais um pouco e você ja pode passar ela para a DC! hahahah Adorei a ideia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lú, esse foi um trabalho que precisei fazer para uma matéria, achei tão legal que tentei desenvolver um pouco mais.
      Tenho uma ideia de aparência e figurino, mas não sei desenhar =(

      Excluir
  2. Vc so juntou o hulk com o homem aranha. Foi bem ruim

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...